domingo, 9 de junho de 2013

Egoísmo


Concentra-te em construir um futuro
Valendo-te de teu próprio esforço
Para enfim colher o fruto maduro
De um mérito duradouro.

Convence-te que a vitória
É proveniente dos teus passos
E se ages prevendo elevar-te no espaço...
Tudo ruirá no fim da história.

Em geral, falta caráter nos homens
Que prejudicam-se, uns aos outros, sem dó.
Pensam em seus interesses e só,
Abomináveis individualistas insones.

Uma glória escassa
Não é conquista: é trapaça;
E não vale sequer um vintém
Se passares por cima de alguém.

4 comentários:

Genniffer Moreira disse...

Adorei esse teu poema moralista! :)

Alyne Roberta Neves Costa disse...

Não vale um vintém! Adorei!

Edilson Cravo disse...

Lara:

Precissão total.

Linda semana. Beijoo.

Lívia Almeida disse...

Aprendemos e conquistamos muito mais quando contamos com alguém, quando compartilhamos.