segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Pedalar




viver é como andar de bicicleta:
depois de tirar as duas rodinhas
muita queda.




um dia a gente descobre
como se equilibrar
e deixa de ser criança.




tudo se torna uma antiga lembrança;
as feridas nos joelhos cicatrizam até desaparecer.
e é aí que a gente começa...
a desaprender.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Aplausos


Pra você se achar
É preciso ser.

Mas se mesmo assim
Escolher permanecer

Com modéstia até o fim,
O seu valor duplica,
Pois o que realmente fica
E se estende à posteridade
São as atitudes permeadas de humildade.
Não grite seus talentos
Impondo suas ideias,
Pois o reconhecimento
Vem da plateia.
Fazer cena
Ressaltando-se mais e mais
Apenas te faz
Digno de pena.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Roda da Fortuna




Paranoide
o mundo é um moinho
esferoide
dá voltas dentro de um mesmo giro.
Vivemos para morrer trabalhando
ações e reações
liberdade e segurança nunca andam juntas.
Pagamos parcelas por 3 encarnações
e mais uma só de juros.

Androide
o humano é um perdido
nem Freud
explica o inconsciente de cada indivíduo.
Vivemos para comer enlatados
botulismo e salmonella...
Qual é mesmo o nome dela?
Ofereci uma marguerita e ganhei um sorriso
e uma Heineken quente como prejuízo.

terça-feira, 8 de março de 2016

Tácito


eu nunca me desculpo com a solidão
sempre me despeço 
me dispo

e decido num canto
a solução
aos olhos do nada
se sim ou se não.

eu nunca dirijo sem trilha sonora
sempre deixo
no volume máximo
dobro a esquina do semáforo
na contramão
e os pneus cantam
quando puxo o freio de (ante)mão.

eu nunca durmo com a janela 100% aberta
sempre há
uma fresta
uma ilusão
um feixe de luz que entra
e a noite que me engole
faz a digestão.

eu nunca digo com palavras claras
sempre silencio
os não - ditos
eis que o amor não é exatamente isso?
das variáveis da escuridão
o cômodo mais obscuro
é o coração.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Lecionar ou Lesionar?


A Educação, se limitada à transação bancária,
só deposita, matemática,
uma biblioteca de dados.
Não constrói, não instrui,
só enrola...
Porque "quem não cola, não sai da escola".
Os alunos saem formados,
mas raramente transformados.
Professor-educador
não é gerente de um banco;
educando não é caixa eletrônico
e aprendizagem não é dinheiro
- apesar de ainda ser assim no ensino brasileiro -.
Para gerar independência,
não basta apenas ciência
porque nota não define o ser humano.
Nota é só para passar de ano.
Uma vida autônoma
requer reflexão:
queremos alienados
ou queremos cidadãos?