terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Silêncio


O dom do silêncio
É conter segredos
Que, por diversos medos,
E em prol do bom senso
Resolvemos calar.

O tom do silêncio
É sempre grave,
Pois carrega o entrave
Da dúvida sobre o consenso
De se declarar.

O som do silêncio
É o ruído do nada,
Que preserva a amada
Do barulho denso
Que é tentar ser um par.

O bom do silêncio
É guardar o futuro
Incerto e inseguro,
Que pode ser só fogo intenso.
Cabe a nós optar.

6 comentários:

B. disse...

O silêncio é necessário, e na minha vida, particularmente, indispensável. É maravilhoso contemplar o seu próprio silêncio, mas sabendo que no fundo o interior está repleto de vozes.

Evelyn Dias disse...

No silêncio cabe um amontoado de interpretações. Segredos guardados em uma voz que grita e não sai o som. Trancamos o coração na voz de dentro, em que só a gente entende o nosso desespero. Apesar disso, o silêncio é uma das melhores chances de decifrar um olhar e saber a verdade.
Bjos :]]

Dani disse...

Amei *-* só tive dificuldade de ler por causa da fonte ha

Bjs,DANI
http://www.avidaemletras.com/

Ismália . disse...

Oi Larinha linda!
O silêncio tem o poder de dizer milhões de coisas dependendo de quando ele acontece. Às vezes é a tranquilidade e o alívio, às vezes é o peso de uma "não resposta", às vezes é o vazio que faz o silêncio ser mais barulhento que uma bomba...
Uma certeza eu tenho: seu poema é LINDO! <3

Beijocas!

Ismália .

A. Tavares disse...

O silêncio me ensinou muita coisa. E uma delas foi que a gente sempre tem razão quando fica em silêncio e que somos tidos como "maduros" por silenciar.
Gosto dele.

Saudade suas flor! ♥

Amanda Souza disse...

Casou muito com o meu dia! Eu costumo falar demais e pior ainda, sempre pra pessoas erradas. Sou muito tagarela e quando vi, já falei. Tenho que rever isso... mas prometi a mim mesma que vou mudar.
Beijinhos

Hipérboles
@hiperbolismos