domingo, 20 de janeiro de 2013

Pedestal


Todo romântico é um mártir.
Morre a cada dia uma parte
Do símbolo que expressa a própria arte.

Toda amada é intocável.

Mantém a cada dia beleza irretocável
Do pedestal que se embala inalcançável.

Todo par é fadado à desgraça.

Mistifica a cada dia a ameaça
Do final feliz que esconde apenas uma farsa.

5 comentários:

Tiago Sousa disse...

expressa perfeitamente os estágios que os eternos apaixonando passamos, parabéns!

B. disse...

O tempo acaba levando a magia dos apaixonados e mudando o rumo do relacionamento. Mas se este, se constituir de amor, aí sim, poderá ser eterno.
Bela poesia, Lara.

Patricia Coelho disse...

Muito bonito. Tempos que eu não vinha por aqui. Bjus

Edilson Cravo disse...

Lara:

Só vou dizer uma coisa: Lara sualindaaaa..pronto já falei..rs

Beijos e linda semana.

Patrícia Pinna disse...

Estive relendo as suas poesias, são muito fortes, boas demais e com um conteúdo admirável.
Eu já seguia o seu blog, mas vez em quando esqueço pelo nome.
Estou voltando e comentando nos amigos, querendo fazer novos também.
Beijos na alma.