quarta-feira, 1 de maio de 2013

Ódio


O ódio é apenas disfarce
Que mascara o misterioso impasse
Do que o leva a existir.
Se leva ao desejo de destruir,
Não há mero desprezo
E sim o inflamado peso
Do importar-se.
Fingir ignorar
Prova que não há indiferença,
Mas uma oculta doença
Chamada platonicidade.

5 comentários:

Patricia Coelho disse...

Tenho odiado tanto...

Suzana Martins disse...

Ah estranhas platonices que usam máscaras em mim.

Abraços

Erica Ferro disse...

Lara, há verdade nessas linhas. Odiar é bom por aí mesmo...

Sacudindo Palavras

Arianne Barromeü disse...

Então, eu devo estar amando mais!
O amor que cura essa doença secreta.

Beijos,
Arih

Ina Ribeiro disse...

Odiar sempre possui duas faces, se odeia , odeia por que? E se tem tanto ódio é ódio mesmo.

As vezes não.

http://umpouco-demundo.blogspot.com.br