segunda-feira, 17 de maio de 2010

Sustento

Passei horas com a caneta na mão
Querendo encarnar meu eu-lírico,
Mas não vem meu olhar onírico
Tampouco a preciosa inspiração...

Para aquecer todo coração
Deve-se possuir senso crítico...
Entretanto, as frases do tísico
Emocionam toda geração!

Percebam então meu sustento
Que garante o pão de cada manhã;
Se não tenho dom e nenhum talento,

Deixo isso a seu julgamento...
Não se sabe o dia de amanhã
Nem quão grande será o tormento!

3 comentários:

Genny LiMo disse...

Sinto que meu eu-lírico é um devaneio.
Em certas horas chego a crêr na minha inexistencialidade. Entretanto perceber os outros seres me faz afastar essa desilusão criada pela minha obtusidade.


;***~ (L)

Mensagem Efêmera disse...

Talvez o eu-lírico seja uma farsa. Talvez seja apenas o que somos e queremos esconder. Talvez o eu-lírico seja a queda da máscara.

Genny LiMo disse...

É, talvez, sabe se lá um beijo de onde vem, sabe se lá quem mal-te-quer ou bem. xD