domingo, 14 de dezembro de 2014

Júri




Presa
sou represa
e ré presa.
Meu crime?
Transbordar
de amor.

Um comentário:

Karlinha Ferreira disse...

Simplesmente perfeito... Tamanha fofura integrando o mundo jurídico, digo-te, quanta ternura em tão poucas linhas.