segunda-feira, 7 de abril de 2014

Enxurrada



Hoje a chuva,
através da nuvem 
de meus olhos, 
caiu-me como luva 
porque água não se retém.

4 comentários:

Franciéle Romero Machado disse...

Palavras de uma sensibilidade pura, essas lágrimas saem assim mesmo por não conseguirem mais ficar presas nos olhos...uma enxurrada de lágrimas.Belo poema!

Abraços e boa tarde!
Aguardo sua visita em meu blog de poemas.

ᄊム尺goん disse...

[e assim a gente
vai aprendendo a
praticar a lei
do -bem-me-quero]

beijo

B. disse...

Simples, porém intenso e consegue nos passar a dor, o sofrimento.

Jéssica F. disse...

Que rima impecável! Seguindo o seu blog, moça. Beijos