domingo, 9 de outubro de 2011

Soneto dos nossos corpos

Intertextualidade com a música Soneto do teu corpo, de Leoni.



Juro beijar teu corpo sem descanso
Como quem se perde e se encontra.

Vou ser a teu favor, vou ser contra
No vai e vem intrépido do balanço.


Beijo-te escorada no azulejo, não canso.
Tesão no vapor, o desejo apronta...
Eu caibo em ti, o contorno aponta
E depois do prazer, um cochilo manso.


Como em teus seios, bebo ameaças,
Entre mãos bobas, mutações constantes.
Faço canções em teu corpo e me enlaças...


Línguas entrecortadas antes, durante,
Línguas compartilhadas enquanto me amassas.
Juro beijar teu corpo como amante.

10 comentários:

Evelyn Dias disse...

Que fervor de texto :)
Beijo moça, bom domingo!

Ismália . disse...

Oi Lara!

Só tenho uma coisa a dizer:

UAU!

Você arrasa, florzinha!
Beijocas!

Ismália .

Ela disse...

Ui! Senti o corpo queimar aqui.
Hahahaha
Lindo, sensual e romântico.
Beijos!

Luna Sanchez disse...

Dizer que é lindo, que é excitante, que dá um frio na barriga e um calor na nuca e que provoca cócegas na alma seria chover no molhado, bem sei, mas é isso mesmo, Larinha, isso e muito mais.

"Vou ser a teu favor, vou ser contra
No vai e vem intrépido do balanço"


Daí eu me pergunto : quantas vezes essa guria deve ter passado na fila da ousadia?

;)

Amei pra vida inteira, tu sabe disso.



Um beijo, meu bem.

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Gostei da tua poesia ...

http://hard-jota.blogspot.com/

Aalsmeer disse...

Que romântica tua intertextualidade sexual. :D

Genny LiMo disse...

Teus versos sempre alegram o meu dia, bom dia! :)

Daniel Savio disse...

Tem volúpia nesta linhas tão belas...

Fique com Deus, menina Lara Utzig.
Um abraço.

nilson oliveira disse...

Lara, muito bom o poema. Guardarei nos sentidos. Palavras aqui não bastam.

Fernanda disse...

Puta que pariu, que lindo!!