sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Navegar é preciso


Ainda que doa
Minha paixão navega
A maré é boa
O marujo não nega

No nosso convés
Fundeia a felicidade
A âncora da fé
Prende a simplicidade

E nesse navio
Eu quero sempre estar
Antes fazia frio
Na minha solidão ao mar

A bordo dessa embarcação
Termos marítimos à toa
Porque meu coração
Vai de popa à proa

Sendo barco ou nau
Não vem ao caso
A saudade é fatal
Reencontros ao acaso

Essa marinheira
É de primeira viagem
Mas é verdadeira
Ao por sentimentos à margem

Na nascente ou na foz
Algo me permeia
Percebo que é tua voz
E teu canto de sereia

À vela ou a motor
Quem guia o leme sou eu
E na ilha do amor
O desembarque é teu.

10 comentários:

Sr. Lunático disse...

Belo texto, e se torna mais bonito quando o leitor também está navegando nesse mar...

TiagoQuingosta disse...

Navegar é preciso, viver não é preciso...
Adorei. Não dá nem vontade de chegar ao porto.

Luna Sanchez disse...

Aaaaaaah, mas essa gostosura de viagem tem que durar muito, não pode ter data pra acabar!

Eu quero ir junto e olha, sei fazer alguns nós de marinheiro, viu? Posso ser útil.

=)

Nem é um poema, parece uma pintura, de tão perfeitinho! Adorei, Larinha!

Beijocas.

Natália Rocha disse...

Que lindeza este poema!

'Porque meu coração
Vai de popa à proa.'

Às vezes é difícil acompanhá-lo, ele vai mais rápido que eu, se apega as delicadezas que encontra nessa maré.

Que o navegar seja leve, que o meu seja calmo.

um beeijo, flor*

Genny LiMo disse...

"Na nascente ou na foz
Algo me permeia
Percebo que é tua voz
E teu canto de sereia"

Realmente, faltam me as palavras para dizer o quanto achei belo este teu poema. Tenha um ótimo dia, minha cara marinheira. =*

Fanzine Episódio Cultural disse...

A ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS (Machado-MG) comunica que estão abertas as inscrições para o VIII Concurso Plínio Motta de Poesias, do ano 2011.
Entrem em contato para adquirir o Regulamento:
a/c Carlos Roberto machadocultural@gmail.com
===================================
ESTE CONCURSO ESTÁ ABERTO A TODOS!

O VALOR DE 2 REAIS CORRESPONDE À INSCRIÇÃO PODE SER COLOCADO DENTRO DO ENVELOPE CONTENDO AS 6 CÓPIAS DO POEMA.

ABRAÇOS

CARLOS

Eliakim - www.geoabrangencia.blogspot.com disse...

Se navegar é preciso
Aportar é necessário ...
Fazer as trocas, o desembarque de coisas desnecessárias e o embarque de coisas novas é imprescindível ... !!!

Andressa Tavares disse...

E que nunca acabe!
Gostoso de ler *.*

Maysa Brandão disse...

Que lindo titia, já estava com saudade dos teus textos...
Saudade de ti também :**

Evelyn Dias disse...

Lindo versejar moça, como diz a Luna, "Uma pintura". Que essa viagem nunca termine.. ôo beleza!