terça-feira, 30 de novembro de 2010

Homem de Fases


Vai, bebê
Empina a chupeta
Deixa a inocência falar

Vai, menino
Empina a pipa
Deixa a diversão te dominar

Vai, homem
Empina o nariz
Deixa a inveja mandar

Vai, velho
Empina a bengala
Deixa a morte te levar

8 comentários:

Marvin Cross disse...

Obaaa... primeirão a comentar!!
Gosto desse tipo de poema, nada como um bom jogo de palavras, organizadas de maneira curta, causando uma mensagem consistente.
Parabéns!!

Milena disse...

uma breve história de vida.
Gostei imagem também.
=*

Planeta Melancolia disse...

Dá-lhe Grêmio!

Não acredito! Gremista aqui no Amapá?! Já to te seguindo...até à pé nós iremos! Hehehe

Adorei o texto, to no terceiro verso.

Luna Sanchez disse...

Eles têm uma necessidade de "empinar" que vai além da fisiologia, né? Ehehehehe

Beijo, beijo.

ℓυηα

Genny LiMo disse...

Só rindo, rindo e rindo das empinadas desses seres.


=)

Anderson Calandrini disse...

poxa que interessante, agora fiquei na duvida, pois gosto de ser mimado como um bb, gosto de jogar video-game,ler gibi mangá, jogar bolinha de gude, brincar pira esconde, gosto de vodka, absinto(hahaha) e quando estou com raiva sou ranzinza igual um velho. e agora onde me encaixo nesse poema.
hahahahahahah
muito bom

Luan GenTil disse...

Eu ri muito cara!!!! mt foda!!!
fko perfeito Lara, + q d+

Lianah disse...

Boa, boaa!! Hauuhauhuauahhau