sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Ianomâmi


Morena cigana, cigana morena,
Índia ianomâmi da pele amena,
Adoça minh'alma com a boca pequena.
A vida sem ela é vazia e dá pena...
Na ausência, a saudade remonta a cena:
Ao olhar para ela, a paisagem é serena.

5 comentários:

Betina M. disse...

Lindão.

Genniffer Moreira disse...

Índia da pele serena. o/

B. disse...

Como sempre, ótimo texto, Lara. Gostei da escolha do tema, de como destacou e explorou a figura do índio. É assim, que ele precisa ser visto, pelas pessoas.

AC disse...

É bom que se cantem as minorias, que haja sensibilidade para determinadas especificidades. Sem elas, o mundo fica cada vez mais formatado e todos nós ficaremos a perder.

Beijo :)

Pâmela Cristina Ribeiro Ferracini disse...

Saudades de tuas palavras, tinha quase me esquecido o quão profunda tu és, quando se trata de arrasa em belas palavras, voce detona!
Amei.