quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Prece



Meu peito padece
Enquanto anoitece
Você não aparece
E quando amanhece
Você me esquece
O frio me amortece
Você não me aquece
Atenda minha prece
Pra que a solidão cesse
Você diz que não parece
Mas quero quem me estremece
Antes que minh'alma engesse
Cansada da tristeza que permanece

10 comentários:

deia.s disse...

Quantas palavras ecoam fazendo rima, em? Adorei isso, faz a leitura fluir muito bem!

Ótimo dia, baby :)

http://amar-go.blogspot.com/

- cleber eldridge disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
- cleber eldridge disse...

Palavras lindas, doces e maravilhosas ... fazendo rimas belissimas.

Ismália . disse...

Olá!

É triste esperar por alguém que nunca chega. Os minutos viram horas...

Beijocas!

Ismália .

Luna Sanchez disse...

Só quem espera entende essa angústia, esse estar encarcerado na própria alma, ser refém das próprias lembranças.

Eu espero, Lara, e por isso entendo bem.

Muito lindo, li e senti aqui.

Beijo enorme!

Genny LiMo disse...

Como as rimas, sem a prece, nada acontece.

Amanteli disse...

continue sua prece, vai que ela aparece.

Andressa disse...

Ai que saudade daquiiii! *.*

linda das palavras ♥

Ela disse...

Muito triste, mas lindo de se ler!

Rachel Nunes disse...

Amei seu blog.
Textos lindos e intensos.

=D