segunda-feira, 10 de maio de 2010

Virgem devassa

Ela diz que é casta e pura;
Ah, faça-me rir!
Mais devassa que a própria luxúria
Tentando essa imagem imprimir!

Às vezes me pergunto
Quem cai nesse discurso...
E sinto um ódio profundo
Dessa "virgem" que excomungo.

Se acham que o escárnio
É coisa dos trovadores,
Eu cuspo meu catarro
Sem me importar com suas dores.


Se ela já possuiu um corpo
Esse foi o dos bombeiros!
E deixou todo ele morto
E nenhum insatisfeito...

Ela é tão mentirosa
Que sempre inventa rodeio;
Tem uma tara pavorosa:
Dá conta de um exército inteiro!

Digo que essa mulher
Precisa urgente de terapia;
Senão, quem a quiser
Terá que ir ao fim da fila!

3 comentários:

Genny LiMo disse...

Você me fez rir! Então deve ter sido engraçado de algum modo. ;P

Mensagem Efêmera disse...

hihi tá bom, és suspeita pra falar né :B

Genny LiMo disse...

Ahhh... sou não! ^^ Sou mto sinceraaa, demais, até que doí. ;/